Publicado em 31-01-2013 às 0:44 | por Bruna Rasmussen

Saiba o que acontece no cérebro da mulher durante o sexo

Estudo mostra como o corpo feminino responde a estímulos nos seios e na vagina.

Mulher sexy

Fonte: Reprodução/Sexy Fashion Girls

Estimular a vagina é diferente de estimular o clitóris. Embora toda mulher saiba (ou deveria saber!), é importante deixar isso claro para os homens e para o próprio estudo do cérebro e da sexualidade. Portanto, cientistas usaram testes de ressonância magnética para provar que o clitóris ativa no cérebro uma área diferente daquela ativada pela penetração vaginal, durante a relação sexual.

Além disso, agora está cientificamente provado que mamilos estão diretamente ligados ao órgão sexual e que são responsáveis por uma boa parte da excitação feminina. Então, sim, mulheres que conseguem ter orgasmos apenas com a estimulação dos seios não estão fingindo!

Esta é uma prova concreta de que existe uma grande diferença entre estimular essas diferentes regiões”, afirmou Stuart Brody, da University of West of Scotland, no Reino Unido.

A ciência do sexo

Todas essas sensações de excitação são recebidas em uma área do cérebro chamada de córtex sensorial, localizada bem na região do meio da cabeça, onde fica a haste do seu fone de ouvido. Nessa área do cérebro, cada parte do corpo tem um espaço para enviar informações. Então, usando a ressonância magnética, foi possível perceber que diferentes áreas do córtex sensorial são ativadas dependendo do tipo de estimulação sexual que a mulher recebe.

Mapa do cérebro

Fonte: Reprodução/Journal of Sexual Medicine

Em 1951, pesquisadores usaram voluntários para realizar uma série de cirurgias no cérebro que eram feitas enquanto o paciente estava acordado. O médico estimulava certa parte do córtex sensorial e pedia ao voluntário para que ele informasse qual parte do corpo havia recebido a informação. Apesar de bizarras, experiências assim contribuíram bastante para os estudos do cérebro.

Mas então já era sabido que o clitóris e a vagina respondem em áreas diferentes? Cientificamente, não. O problema foi que esses experimentos foram todos realizados em homens, impedindo de comprovar tais fatos acerca da sexualidade e do cérebro feminino.

O próximo passo dos cientistas é descobrir qual é a verdade sobre o ponto G.

  • Fontes:


Tags: , , , ,






De volta ao topo ↑